nav-left cat-right
cat-right

O Segundo Cérebro

“O SEGUNDO CÉREBRO” [1]

É verdade que o intestino está sendo considerado o nosso SEGUNDO CÉREBRO?

Sim, devido as últimas pesquisas demonstrarem que alguns hormônios e neurotransmissores também são fabricados pelos intestinos, e que 80% do nosso potencial imunológico estar presente neste órgão.Com isso eles regulam todo o nosso organismo e funciona como um órgão inteligente.

Quais as principais funções do intestino grosso?

– eliminação das fezes;

– reabsorção de água e nutrientes;

– contribuição com o sistema imunológico;

– hospedar a flora microbiana que exerce várias funções importantes. Essas bactérias digerem uma parte da celulose , sintetizam vitaminas ( complexo B e K ); e destroem micróbios e bactérias patogênicas.

Como devería ser o funcionamento intestinal?

Como nos alimentamos em média 3 vezes ao dia , deveríamos evacuar de 2 a 3 vezes ao dia, de preferência após cada refeição como fazem os bebês que ao mamar em seguida evacuam, isso devido ao “Reflexo Gastro-Cólico”.

O tempo médio que deveríamos levar desde a digestão dos alimentos, que começa na boca com a mastigação, até a eliminação do bolo fecal é de 15 a 18 horas. Dos quais 6 horas é apenas no intestino grosso.

O que pode desregular este funcionamento?

Uma alimentação inadequada ou pobre em nutrientes e fibras, estresse físico e emocional, atividades sedentárias e a impossibilidade de realizar atividades físicas com frequência, provocam problemas gastrointestinais, dificultando o processo natural de digestão, absorção e eliminação dos alimentos, causando a tão conhecida prisão de ventre.

Que conseqüências trazem ao intestino?

Como a estes fatores, não conseguimos manter a média de 2 a 3 evacuações diárias e podemos chegar a acumular de 3 a 4 kilos de matérias não eliminada. Assim, os detritos que deveriam ser eliminados permanecem no intestino grosso durante muito tempo e acabam sendo fermentados. Neste processo, produzem material tóxico que será novamente absorvido pelo organismo, produzindo uma “auto-intoxicação” ou também chamada toxemia. Dentre estas toxinas podemos citar a cadaverina e a amônia.

Quais sintomas ou doenças estas toxinas podem provocar?

Além dos efeitos locais que a prisão de ventre pode causar como gases e cólicas, o acúmulo das matérias no cólon pode ser a causa de numerosas afecções. As toxinas produzidas pelas putrefações intestinais alcançam pela via sanguínea os órgão vizinhos, intoxicando-os e degenerando-os , podendo contribuir para o aparecimento de problemas como:

Obesidade, fadiga,enxaquecas,celulites, alergias, problemas de pele e unhas,baixa das funções imunológicas entre outros.

Existe também uma correlação muito significativa entre a freqüência crescente dos cânceres do cólon nos países industriais e a alimentação pobre em fibras.

Que relação tem o intestino com nossas defesas imunológicas?

Na parede intestinal encontra-se cerca de 80 % do nosso potencial imunológico, como também o hormônio de crescimento que combate os sintomas do envelhecimento.

Qual a relação do intestino com a alegria?

Sabe-se hoje que cerca de 90% da serotonina (que é o neurotransmissor responsável pela a alegria) é produzida no intestino. A serotonina está baixa em pessoas com depressão, demonstrando a importância da limpeza intestinalnestas pessoas.

A prisão de ventre também influencia no humor das pessoas, como podemos perceber; com o uso da palavra “enfezada”, referindo-se a pessoas com mau-humor.

E como prevenir estas doenças ou sintomas?

A prevenção desta doença passa então por uma introdução de fibras vegetais na alimentação e limpeza intestinal. Esta prática pode ser feita através do clister ou enema que consta da higiene intestinal através da introdução de uma cânula fina no ânus ligada a uma bolsa com 1 litro de água. Ou esta limpeza pode ser mais completa através da colonterapia.

O que é a COLONTERAPIA?

Colonterapia ou Hidroterapia do Cólon é um sistema natural de limpeza que ajuda a combater os problemas crônicos provocados pelo mau funcionamento do intestino.

A irrigação do cólon é uma lavagem com água suficiente para preencher o cólon por meio de um aparelho ligado numa água corrente que passa por um filtro. Como a água circula na totalidade do cólon, essa irrigação limpa e desintoxica profundamente suas mucosas. Ela faz desgrudar os velhos resíduos de fezes alojados nas dobras ou incrustadas na parede e permite que sejam expelidos, o mesmo acontecendo com as matérias duras, que são amolecidas por ela. A irrigação também livra o cólon de detritos , que ficam estagnados às vezes por dezenas de anos.

Quantas sessões são necessárias?

O ideal é realizar de 8 a 10 sessões em dias consecutivos ou alternados, para que se tenha um melhor resultados. As sessões são precedidas de um preparo do cólon, com um acompanhamento de uma dieta sem farináceas, carnes e lácteos, e ao final se realiza uma reposição de lactobacilos.

Durante as sessões os pacientes emagrecem, como também ao final são orientados para uma alimentação mais saudável e natural, aumentando sua qualidade de vida.

A colonterapia também têm a ação de estimular a motricidade do cólon ajudando a regularizar sua função de eliminação.

Que livros vocês recomendariam sobre este assunto?

“Higiene intestinal” do Dr. Cristian Tal Schaller,

“O cérebro desconhecido” do Dr. Hélion Póvoa e

“Disciplinas que iluminam” de Suryavan Solar.

Quais outras dicas vocês recomendariam para manter uma boa saúde?

Cada pessoa deve ter consciência que é o responsável pela sua saúde e para obter uma saúde integral é importante cultivar bons hábitos como :

1. ter uma alimentação natural com boa quantidade de fibras e pouca proteína animal,

2. tomar de 2 a 4 litros de água ao dia,

3. evitar o consumo de álcool, fumo, café, açúcar branco,

4. limpeza intestinal ,

5. realizar exercício físicos regulares,

6. diminuir as atividades estressantes no dia a dia,

7. pensar positivo,

8. ler livros de auto-ajuda,

9. praticar atividades de relaxamento (meditação, yoga, Aikido, Q-cong, etc ),

10. participar de cursos de crescimento pessoal,

11. estar em contato com a natureza, entre outros.

[1] Dr. Tiago Almeida e Dra. Solange Menta, são médicos e atendem com a colonterapia

4 Responses to “O Segundo Cérebro”

  1. Anna Paula disse:

    Por gentileza, gostaria de saber onde voces atendem.

  2. Aroldo Vaz da Silva disse:

    vcs dão cursos sobre colon, aguardo resposta

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *