nav-left cat-right
cat-right

A Revolução da Medicina

Um livro polêmico que questiona a Resolução nº 1.499 do Conselho Federal de Medicina, que resolveu “proibir aos médicos a utilização de práticas terapêuticas não reconhecidas pela comunidade científica”, por considerá-las “à margem do conhecimento científico aceito pela comunidade acadêmica”, além de colocarem em risco “à saúde das pessoas submetidas a procedimentos destituídos de embasamento científico”.

E é neste momento de grave crise social de valores que a Medicina Alopática necessita ser repensada, onde a indústria farmacêutica lucra 300 bilhões de dólares por ano em todo o mundo, e mata anualmente, pelos seus efeitos colaterais, mais de 140.000 norte-americanos!

Estamos presenciado no ocidente uma expansão sem precedentes das “medicinas alternativas”, com surgimento de muitas áreas terapêuticas novas ao lado das antiquíssimas Medicinas Chinesa, Indiana (Ayurvédica), Tibetana e Xamânica.

Para rever e transformar esses valores, o presente livro reavalia o conceito de “verdade científica” e a sua evolução na Física, Medicina, Psicologia, Parapsicologia e Medicinas Ocidental e Oriental. Além disso, analisa a história das “medicinas alternativas” no Brasil e traça propostas éticas e jurídicas para a solução dos temas em questão.

O presente livro irá suscitar a indagação nas mentes aguçadas e livres de preconceito, afim de encorajá-las a iniciar o tentame à partir de onde já se conseguiu chegar, através de séculos de esforços de homens indômitos que transcenderam os limites de sua época cultural!

2 Responses to “A Revolução da Medicina”

  1. Lizandra Lúcio disse:

    Achei maravilhoso. Sou profissional de saúde, nutricionista e acredito na medicina integrada e funcional.

  2. Webber disse:

    Achei maravilhoso. Sou profissional de saúde, nutricionista e acredito na medicina integrada e funcional.
    +1

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *